"@context": "http://www.schema.org", "@type": "WebSite", "name": "Cidadania portuguesa", "alternateName": "nacionalidade portuguesa", "url": "http://www.cidadania-portuguesa.net" } Porquê Lisboa? | Opinião | Eduardo Pires

Artigo de opinião

Eduardo Pires

Extrato de entrevista de Elvar Sigfusson

(09/01/2018)

Eduardo Pires é um empreendedor imobiliário, com formação em Arquitetura, natural de Lisboa, que retornou a Portugal, vindo do norte da Europa em 2005. Em 2015 escolheu deixar a grande cidade cosmopolita de Lisboa para ir viver na área protegida do Parque Natural da Arrábida, a cerca de 35 kms a sul de lisboa, ao lado dos vinhedos da região e das belas praias deste Parque Natural, ficando a  poucos minutos do seu escritório no centro da cidade de lisboa,
Ele nos dá sua visão sobre o que está acontecendo com Portugal, especialmente com Lisboa e seus arredores.

"Viver actualmente na cidade de Lisboa ou nos seus arredores, é sinónimo de uma qualidade de vida sem igual na Europa e também de um excelente investimento ."

O que levou Portugal a estar  na "Moda" atualmente?

Na verdade, muitos amigos estrangeiros me fazem a mesma pergunta, sobre o que está acontecendo, e por que Portugal, sobretudo as cidades de Lisboa e Porto, estão atraindo tantos jovens, empresas internacionais e investidores a se instalarem.

Bom, do meu ponto de vista, acredito que uma boa parte dessa "Moda" e o que o levou este país tão rapidamente ao estrelato europeu, não se deve imputar exclusivamente ás políticas governamentais atuais, que colocaram a economia a crescer e criaram incentivos fiscais em certas áreas interessantes.

Os grandes  investimentos no ensino, na Ciência e nas Novas Tecnologias, que começou no final do século passado, e a  total cobertura nacional de Banda Larga Móvel conjuntamente com a criação de acessibilidades rodoviárias de excelência, em todo o território, criado no início deste século, foram o verdadeiro impulsionador de tudo o que se está a viver. Nós não víramos a página de um livro, nós trocamos mesmo de livro.

O Erasmus, proporcionou que uma quantidade enorme de estudantes europeus e não só, viessem para este país continuarem os seus estudos, tirarem mestrados e doutoramentos. Estes vieram descobrir um país inserido na Europa, que a maior parte desconhecia.

A excelente instrução que aqui encontraram, a facilidade de integração que conseguiram ter na sociedade portuguesa, o clima subtropical que o país tem, o custo de vida muito acessível, as belíssimas praias á escolha a "meia dúzia" de minutos de qualquer cidade do litoral, a vida social boêmia e tranquila num país que é considerado o terceiro país mais pacífico do mundo, formaram o cocktail explosivo para a divulgação do que se aqui se estava a passar. 

Mas isso foi o suficiente para se falar tanto do país?

Não, mas sem estes ingredientes nada se tinha conseguido. 

Se repararmos bem, Portugal encontra-se geograficamente numa posição estratégica dentro da Europa, quer seja em relação a Africa quer seja em relação ás Américas, e com ligações linguísticas e de fraternidade com alguns destes países. No entanto eramos um país adormecido que vivia o seu dia a dia, nunca tivemos visão de preparar o futuro. Foi necessário ter aparecido um homem no final do século passado, que é hoje o secretário geral das Nações Unidas, que teve a coragem de dar o primeiro murro em cima da mesa, e começou a preparar o país para as necessidades existentes nesta sociedade global dos nossos dias. Foi com ele que se iniciou o investimento na ciência e nas novas tecnologias.

 

O que se está a passar com o país atualmente não é nada de extraordinário, é apenas uma situação lógica, depois de se ter acordado para o mundo atual.

As empresas internacionais que estão inseridas na economia global, sabendo que têm toda a logística exigível para o seu desempenho, a facilidade de encontrarem competências altamente qualificadas para os seus quadros, sabendo que os seus custos operacionais são muito inferiores, encontram-se agora, sobretudo as ligadas ao Trading internacional, á investigação e ás novas tecnologias, a investirem nas condições que este país lhes proporciona.

A Websummit ao ter-se deslocado para Portugal, neste caso para Lisboa, tem sido também uma grande montra das competências aqui existentes. Os vários milhares de "cérebros" internacionais que participam neste evento ficaram apaixonados pelo país, pela cidade e pelas capacidades criativas que os jovens portugueses lhes proporcionam. A quantidade de Startups portuguesas de sucesso que aparecem quase todos os dias, é uma prova disso.

Portugal tornou-se então hoje em dia "moda" internacional.

Bom, eu creio que esse termo já está em desuso, eu hoje chamar-lhe-ia antes um realidade internacional. Mas sim, parece ser consensual quer seja para visitar, estudar, investir, viver ou até passar a aposentadoria, pois o serviço nacional de saúde e o clima é bastante bom, o que acaba por ser de um excelente “negócio” até para os aposentados.

.......................................................................

O Golden Visa, os investimentos imobiliários e os incentivos fiscais, contribuíram também para o reflorescimento da economia no país.

Sem duvida alguma, os investimentos em imobiliário não param, pois os incentivos fiscais são atrativos e os rendimentos se encontram assegurados. 

Mas o historial dos investimentos nesta área sempre foi invejável, pois mesmo passando por várias crises que atingiram a economia do país, estes ativos nunca perderam valor, bem pelo contrário. Só que esse investimento era sobretudo nacional, situação que se internacionalizou atualmente.

Este conhecimento por investidores estrangeiros, tem levado a que a procura neste momento já supera a oferta, principalmente nos centros das cidades de Lisboa e Porto, quer seja para grandes investimentos quer seja para simples habitação unifamiliar, e apesar dos valores continuarem a subir, no barômetro qualidade/preço continua-se a fazer bons investimentos.

Mas os preços de Lisboa já se encontram a aproximar dos preços das grandes capitais europeias.

Bom, isso tudo depende da perceptiva como analisamos a situação. Se estivermos a falar do centro histórico e turístico, os preços realmente estão a aproximar-se dos preços praticados pelas outras grandes cidades europeias, desde que não se queira fazer comparações com seus centros históricos ou financeiros. 

Lisboa tem a vantagem de ser uma cidade pequena, em que ainda se pode aquirir uma habitação ou um escritório sem ser no grande centro histórico, por valores muito razoáveis, e ao mesmo tempo não estarmos a uma distância maior que 15 a 30 minutos do grande centro, o que noutras grandes cidades europeias, a maior parte das vezes necessitamos  mais de uma hora para o fazer.

Existem então ainda bons negócios imobiliários a serem feitos.

Existem bons negócios ainda para serem realizados para aqueles que pretendem apostar a médio prazo, sobretudo no investimento para habitação de luxo, junto ao litoral, fora da cidade.

Os pequenos investidores têm sido os mais lesados, pois procuram geralmente, habitações "chave na mão", o que os leva a pagarem muitas vezes, os valores dos investimentos já elaborados.

Poucos são aqueles que investem em pequeno patrimônio que necessita de reabilitação, pois este tipo de mercado é-lhes desconhecido e por isso o temem, o que é compreensível."

VILA DE SESIMBRA

RELACIONADO

Os aposentados estrangeiros também têm sido uma grande mais-valia na economia do país.
Sem dúvida alguma. São eles os grandes responsáveis por uma parte significativa das atuais economias locais.

Apesar da sua grande maioria querer estar perto dos grandes centros, por variadíssimas razões, ao preferirem o descanso e a tranquilidade, encontram locais menos cosmopolitas, mais econômicos e com grande potencial de valorização. 

Os que têm querido ficar perto de Lisboa, ainda encontram muita oferta, num círculo de cerca de 30/40 km á sua volta, que com as auto-estradas existentes. não representa nada.

Há locais que distam a poucos minutos do centro de Lisboa, que ainda não são muito turísticos e que são autênticos paraísos, com belíssimas praias e baías, com uma área rural vinícola muito bonita  e uma gastronomia ligada ao mar, aos laticínios e vinícola, das melhores do país. 

São estes os locais que estão a ser já muito procurados pelos aposentados do norte da Europa, que encontram aqui o paraíso a dois passos de Lisboa e de suas origens.

...................................................

O que poderia dizer a quem queira vir investir  na sua cidade de Lisboa.

Poderei responder a essa pergunta da seguinte forma.

Lisboa é uma cidade com mais de 3000 horas de Sol por ano, tem um custo de vida que é 30 a 50% menor do que qualquer outra cidade europeia, encontrará um povo que encara a diversidade cultural como um enriquecimento para a sua, os custos de instalação são também uma mais-valia, logisticamente tem um aeroporto internacional a 10 minutos do centro da cidade, com vários voos diários para as restantes cidades europeias (apenas para Londres, existem 154 voos por semana (se quisermos contar com os voos Low Cost, com passagens que poderão ir dos 10 aos 20 euros), tem também voos diretos para várias cidades dos Estados Unidos (onde inclusive, a companhia aérea portuguesa (TAP) acaba de anunciar que este ano de 2018, irá começar a ter voos Low Cost para Nova York, a partir de 197 euros, tem voos diretos para as principais capitais de África e América do Sul (onde recentemente também, a TAP recebeu o prêmio de ser a melhor operadora europeia para estes dois continentes), tem voos para a China e Oriente Médio. isto entre outros de menor relevância.

Enfim, tem tudo para ser o local de eleição, para muitas empresas se instalarem, sobretudo aquelas que querem ganhar os mercados de Africa e da América do Sul ou aquelas que vêm de outros continentes e querem entrar no mercado europeu.

Esta cidade está a tornar-se o "springboard" para todas estas empresas.

Portugal, e em particular Lisboa, devido à sua qualidade de vida e acessos rápidos a qualquer parte do mundo, é actualmente, dentro do perímetro europeu, uma excelente opção para se visitar, estudar, investir ou mesmo viver, razão pela qual temos estado a assistir a esta demanda.

Recomendado para visita

Parque Natural da Arrábida

Mercado do Livramento - SETUBAL

A reabilitação urbana tem sido o grande foco do investimento no centro de Lisboa.

Estima-se que o ano de 2018, venha a superar o anterior em 50%

Imobiliário

A Autorização de Residência por investimento no país.

Conheça as condições para o poder requerer.

Golden Visa

Este Site tem mais informação visto em Desktop